Audição e Covid-19

A Covid-19 é uma doença infecciosa causada por um vírus. Há pessoas infectadas pelo coronavírus que não apresentam qualquer sintoma, muitas têm sintomas respiratórios leves a moderados e se recupera sem complicações. Outras pessoas, porém, desenvolvem síndrome de desconforto respiratório agudo (SDRA) e necessitam atendimento de alta complexidade.

De acordo com a OMS a Covid-19 apresenta como sintomas mais comuns: febre, tosse seca, cansaço; sintomas menos comuns: dores e desconfortos, dor de garganta, diarreia, conjuntivite, dor de cabeça, perda de paladar ou olfato, erupção cutânea na pele ou descoloração dos dedos das mãos ou dos pés; e sintomas graves: dificuldade de respirar ou falta de ar, dor ou pressão no peito, perda de fala ou movimento. Em média, os sintomas aparecem após 5 ou 6 dias depois de ser infectado com o vírus. Porém, isso pode levar até 14 dias.

Um estudo publicado no American Journal of Otolaryngology buscou investigar se portadores assintomáticos do coronavírus podiam ter prejuízos nas funções das células ciliadas da cóclea. Para isso os pesquisadores da South Valley University, no Egito, compararam a amplitude das emissões otoacústicas evocadas trasientes (EOAT) e os limiares da audiometria de tons puros entre casos assintomáticos com Covid-19 e indivíduos normais não infectados.

Os pesquisadores avaliaram vinte casos diagnosticados com COVID-19 e que não apresentavam nenhum dos sintomas conhecidos da infecção viral, formando o grupo de teste. A idade dos participantes variou entre 20 e 50 anos para evitar qualquer alteração auditiva relacionada à idade. Pacientes que apresentavam sintomas de infecção por coronavírus e pacientes com histórico de perda auditiva foram excluídos da amostra examinada. Nos resultados foi observado que os limiares de alta frequência na audiometria e as amplitudes das EOAT foram significativamente piores no grupo de teste, apontando para os prejuízos que a infecção por Covid-19 pode causar nas funções das células ciliadas da cóclea, apesar de ser assintomática.

Um relato de caso publicado no Otolaryngology Case Reports, descreveu caso de paciente assintomático com Covid-19, apresentando perda auditiva súbita três dias após o diagnóstico positivo. Testes laboratoriais e radiológicos não mostraram qualquer anormalidade que pudesse explicar a causa da perda auditiva súbita, exceto PCR positivo para a Covid-19. A surdez súbita é a perda repentina da audição ou a piora abrupta de perda auditiva já existente, com piora do limiar auditivo em 30 dB ou mais, podendo ser causada por infecções virais.

Fonte: eauriz – Guia da Audição de A a Z

Artigos originais:

Mustafa MWM. Audiological profile of asymptomatic Covid-19 PCR-positive cases. American Journal of Otolaryngology. 2020;41(3):102483.

https://doi.org/10.1016/j.amjoto.2020.102483

Abdel Rhman S, Abdel Wahid A. COVID -19 and sudden sensorineural hearing loss, a case report. Otolaryngology Case Reports. 2020;16:100198. doi:10.1016/j.xocr.2020.100198

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *